Conseguir um emprego não é tarefa fácil, mas mantê-lo pode ser mais difícil ainda. Essa matéria traz 7 comportamentos que podem acabar com o seu sucesso profissional. Confira!


Muitas pessoas passam mais tempo no trabalho do que em casa. Passar de 6 a 10 horas diárias com os colegas de trabalho pode dar uma falsa impressão de intimidade familiar e esse é um dos maiores perigos que um profissional pode correr. Existem alguns comportamentos que devem ser evitados no local de trabalho, Para conhecer essas atitudes inadequadas no ambiente corporativo conversamos com Alessandro Bender, Mestre em Ciências Cognitivas, especialista em neurociência em projetos de Marketing e Gestão de Pessoas no Brasil e Cíntia Bortotto, formada em psicologia e especialista em recursos humanos.


Esquecer que as pessoas têm emoções:


Homens com comportamento explosivo e mulheres que têm TPMs intensas fiquem em alerta: "O descontrole emocional pode destruir uma carreira", diz Alessandro Bender . A grande maioria das pessoas é movida pelas emoções, quando você desconta suas frustrações em alguém, essa pessoa pode revidar. Nesse caso o diálogo é a melhor forma resolver as crises. Não projetar nos outros suas expectativas nem ser muito exigente consigo mesmo é um bom caminho para uma vida profissional saudável.


Tratar seus superiores de igual para igual:


Hierarquia é sempre hierarquia. Além dos superiores por cargo, ainda existem as pessoas que são importantes para manter o seu emprego e que devem ser tratadas com a maior formalidade possível. Toda organização tem uma rede de relacionamentos que precisa ser observada. "É necessária atenção aos indivíduos Beta, que obtém privilégios a partir de contatos com os indivíduos Alpha. Uma pessoa Beta pode prejudicar mais a sua carreira que uma pessoa Alpha, fique atento à rede de relacionamentos dos profissionais Beta para não correr o risco de ter problemas", complementa o consultor Alessandro Bender. Você não precisa ter medo dos seus superiores. Tenha com ele conversas francas, olhos nos olhos. Mantenha sempre o tom da voz amigável e o aperto de mão firme. Dessa forma você demonstrará segurança. Seja um bom funcionário, tome iniciativas em projetos e faça sugestões em reuniões. Demonstre liderança e não se acomode, pois você pode ir mais longe.


Menosprezar o seu trabalho ou o dos colegas:


Segundo Alessandro, trabalhar e aparentar que faz com facilidade tudo o que é demandado pode se tornar uma "faca de dois gumes". Seus colegas e superiores devem saber do seu esforço e dedicação para valorizá-lo. Embora o reverso dessa moeda também deva ser evitado, como fazer papel de sofrimento a cada tarefa delegada a você, também pode ser prejudicial. Não diga também que o trabalho dos outros é moleza e que você faria bem melhor. Evite opinar numa área que não é a sua, não tente discutir o que você não sabe. Se houver um problema administrativo na empresa deixe que o administrativo cuide disso. Ser o "Sr. Sabe Tudo" pode gerar incomodo entre seus colegas e seus superiores.

 

Deixar para amanhã o que dá para fazer hoje:


"O principal ponto de avaliação dos gestores é o desempenho. E o não cumprimento de prazos e metas é um dos comportamentos mais inaceitáveis pelo olhar deles", comenta Cíntia Bortotto. Entregue suas atividades dentro do prazo e não se descuide da qualidade. A falta de comprometimento, em atividades que são da sua competência ( você sabe que é de sua  responsabilidade, tem autonomia para solucionar o problema, e fica aguardando ser mandado ), também com as metas e para com a empresa faz do funcionário alguém dispensável e sujeito a uma demissão. Cuide também para não acumular mais tarefas do que você tem capacidade, mantenha os seus objetivos e só ajude os colegas de trabalho se as suas tarefas estiverem cumpridas. Não adianta fazer média e acabar prejudicando o seu serviço.


Não admitir os seus erros:


Ninguém gosta de errar, mas faz parte da vida e todos sabem disto. É comum as pessoas justificarem os seus erros colocando a culpa em terceiros. Assumir a sua responsabilidade e tentar corrigir o que deu errado é o mais certo. A maioria das pessoas fala que a responsabilidade nunca é delas, foi alguém que não entregou o relatório na hora, ou o sistema que estava fora do ar. Assuma os seus erros e tente resolvê-los, em vez de jogar a responsabilidade nos outros.


Falar o que vem a cabeça:


Você não deve esquecer que está no local de trabalho e que certos comportamentos e atitudes não são bem vistas. Falar o que vem a cabeça, utilizar de certa informalidade excessiva não é adequado. Evite palavras de baixo calão, e até mesmo aquelas brincadeirinhas - de mau gosto - como apelidos pejorativos e que constrangem seus colegas. Um ambiente de trabalho saudável pode ter brincadeiras, mas tome bastante cuidado.


Falta de postura:

 

A postura no local de trabalho deve ser muito priorizada. Você deve cuidar da postura como um todo, uma das mais importantes é a coluna ereta, "a não ser que você tenha algum problema na coluna, andar cabisbaixo e olhando para o chão não passa uma boa sensação para seus colegas", diz Alessandro Bender . Dessa forma parece que você está sempre cansado, desmotivado ou inseguro, entre outras coisas. A postura não está relacionada apenas ao modo como você anda, tem a ver com o seu comportamento em geral. " Normalmente vemos o uso de palavras de baixo calão ou vestimentas inadequadas, denotando um excesso de informalidade", afirma Cíntia Bortotto. Tenha muito cuidado com as roupas que você usa, opte por um look mais sóbrio e formal.